Só sei que nunca saberemos

Compartilhe
      Até a adolescência gostava muito dos campinhos de terra, os campeonatos do quem fizer um gol fica e as imagens absolutas do Canal 100 que antecediam os filmes no Veneza e Capri de Araraquara. Adorava a camisa grená da Ferrinha, mas, o tal futebol não era assim uma prioridade na vidinha de garoto cantarolante das viagens entre a usina e a morada do sol.

Lá pelos 18, Loló me levou ver um jogo do Corinthians no Pacaembú. Claro que ninguém da família poderia saber do evento, afinal, era palmeirense biológico e não ficaria bem o feito para quem estava queimado com uns papos estranhos de anarquismo e tudo mais. Se não falha a memória o adversário era o Grêmio e o que me chamou atenção foi a presença de um sujeito magrelo e cumprido no meio do campo. O cara parecia um farol no meio daquele oceano recheado de cabeçudos. Uma coisa meio Ademir da Guia e Dudu ao mesmo tempo. Sai do estádio com vontade de entrar logo num dos campinhos espalhados pelos vilarejos da Macondo.

Não demorou muito e um papo de democracia começou a rondar as discussões furadas em torno das mesas do bar do Seu Cotige. Olhava as fotos nos raros jornais que chegavam na usina e estava lá aquele rosto que mais parecia uma carranca de papel machê. Não sabia nada sobre ele, mas, vinha estampada uma mistura de seriedade com malandragem e umas pitadas de sarcasmo. Ou seja, o cara era diferente de tudo aquilo que tinha visto até então no meio futeboleiro.

Enfim, Sócrates – o Brasileiro – introduziu uma prosa que só alguns anos mais adiante viria a tomar conhecimento nas aulas de introdução à Filosofia, nos textos do outro – grego – e sua epistêmica arte de questionar e debater. Portanto, gracias!!! Muita vida, Magrão!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>